Moto2, 2020: Martin comenta “rotina diária de estudo e treino”

Por a 27 Abril 2020 15:30

O piloto da KTM Red Bull Ajo em Moto2 iniciou um curso de nutrição durante o bloqueio e conversa com a sua equipa nas redes sociais

Jorge Martin está a aproveitar ao máximo o seu tempo de confinação em Andorra para aprender coisas novas, incluindo ter iniciado um curso de nutrição. Além disso, o piloto da KTM Red Bull Ajo Moto2 também adaptou a sua rotina de treino à situação, utilizando engenho para criar equipamentos de ginástica a partir de itens domésticos. Nesta entrevista fala da importância de manter o contacto com a sua equipa e de como se mantém preparado para qualquer eventualidade.

Como vai o bloqueio?

“É um pouco difícil para mim. Normalmente, a minha rotina de treino inclui fazer muito desporto ao ar livre. Gosto muito de sair e não costumo passar tempo em casa, por isso a minha casa também é muito pequena. É uma situação difícil para todos, mas temos de ouvir as recomendações se quisermos ganhar esta batalha. Estou em Andorra onde, a partir desta semana, nos permitem sair para a rua em determinados momentos e fazer exercício. Isto torna as coisas muito mais suportáveis.”

Sem sair de casa, como fazes para treinar e manter-te em forma?

“Pratico desporto todos os dias à tarde durante cerca de duas horas. Não tenho muito equipamento em casa, por isso uso jarros de água ou mochilas lastradas que me ajudam a praticar com treino de resistência funcional. Estou a ir bem e sinto-me em forma.”

Além de continuares a fazer exercício, o que te mantém entretido? Voltaste para o velho passatempo ou descobriste uma nova paixão?

“Ter uma rotina diária de estudo e treino mantém-me entretido. De manhã comecei a estudar nutrição, porque considero que para um atleta é muito importante saber o que comer e porquê. Também me distraio assistindo a séries, até que a tarde chegue e começo a treinar. Definir este horário e segui-lo diariamente tem sido muito importante para mim.”

Antes do bloqueio, foste capaz de fazer uma pré-temporada e um Grande Prémio completo; Como te sentiste?

“A pré-temporada correu muito bem. Na prova do Qatar, fiquei em segundo lugar, depois de ter liderado os treinos no segundo dia. Mais tarde, no Grande Prémio, fizemos um bom trabalho, mas na corrida, tivemos um problema com o pneu dianteiro. No entanto, estamos prontos para ganhar.”

Tens tido algum tipo de contacto com a tua equipa?

“Mantenho-me em contacto com eles, a cada dois ou três dias falamos no WhatsApp e contamos uns aos outros como está tudo a correr e como estamos a fazer. Na situação em que estamos, é importante manter uma relação com a equipa e saber que todos estão bem.”

Segues as Corridas virtuais de MotoGP? Quais são os teus pensamentos sobre elas?

“Sim, já os vi e são muito divertidos. Tornam os domingos mais agradáveis – embora o desejo de andar na moto ainda esteja lá.””

Finalmente, que mensagem queres enviar às pessoas em casa e, acima de tudo, àqueles que trabalham todos os dias para combater a pandemia?

“Gostaria de enviar uma mensagem de apoio tanto àqueles que estão em casa a cumprir o bloqueio, como a todas as pessoas que têm de ir lá fora para ir trabalhar e ajudar-nos. São cruciais para superar esta pandemia. Esperemos que tudo isto acabe em breve, com as mínimas consequências negativas possíveis.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto2
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x