Miguel Oliveira: “Jerez foi muito positivo”

Por a 4 Maio 2016 00:15

Antes de rumar a Le Mans onde a partir da próxima sexta-feira enfrenta a quinta prova do campeonato do mundo de Moto2 2016, Miguel Oliveira recorda a sua melhor corrida do ano realizada ainda antes do final do mês em Jerez de La Frontera. Uma corrida onde Miguel Oliveira como se sabe caiu a seis voltas do final quando estava a discutir precisamente a sexta posição na frente de pilotos como Thomas Luthi ou Johann Zarco.

“Em Jerez tudo correu muito bem e podem existir várias explicações. Não ao nível da moto porque face ao que tínhamos utilizado em Austin apenas alterámos a mola da suspensão traseira e a moto funcionou de imediato. Acho que a evolução da moto se deveu acima de tudo ao facto de termos utilizado pela primeira vez o novo composto mais macio da Dunlop e num circuito com o ‘grip’ elevado como o de Jerez a moto ficou de imediato muito competitiva.”

A qualificação começou por mostrar essas melhorias e a corrida confirmou tudo isso quando Miguel Oliveira se instalou na sexta posição na frente de grandes tubarões do campeonato. “Olha que não é fácil andar na frente de ‘tubarões’ como o Luthi ou o Zarco, mas estava realmente a sentir-me bem e confortável com a moto. Não esperava estar naquela posição a seis voltas do final da corrida, mas estando confortável decidi manter o ritmo. Percebi que não dava para discutir o quinto posto e por isso optei mesmo por tentar segurar o sexto lugar, mas infelizmente acabei por cair.”

Um resultado que apanhou mesmo de surpresa a equipa. “Eles próprios no final da corrida me disseram que nem sabiam que indicações me deveriam dar desde o muro. Não sabiam se me deveriam dizer para abrandar ou para manter o ritmo. Não estavam preparados para o que aconteceu.”

Miguel Oliveira no entanto retirou muitas coisas boas da corrida na Andaluzia, tal como tinha acontecido em Austin.

“Sem dúvida. Rodei de forma consistente no segundo 43, fiz a quinta volta mais rápida em corrida e isso mostra que estou no bom caminho. Depois das primeiras provas do campeonato decidimos que o trabalho maior seria ao meu redor e não tanto concentrado na moto. É isso que tenho vindo a fazer, trabalhar entre as corridas para estar em forma quando chega a hora de entrar em pista e isso está a resultar. Sinto-me cada vez mais à vontade com as travagens e acelerações, e notei isso em Jerez face ás minhas sensações dos primeiros testes. Por isso sinto que a corrida foi muito mais positiva que negativa, e tal como disse na altura prefiro cair a discutir o sexto lugar do que o 20º, especialmente porque sei quais os motivos que me colocaram naquela posição naquele momento da corrida.”

Palavras de Miguel Oliveira ao Motosport algumas horas antes da partida para França rumo ao circuito de Le Mans onde estará de volta à boxe da equipa da Leopard para mais uma ronda do campeonato do mundo.

 

0 0 vote
Article Rating
5 Comentários
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
joao
joao
4 anos atrás

força aí, para mais agora com as confianças renovadas

TDNM
TDNM
4 anos atrás

Este não engana…Muito talento mas também mt inteligente e metódico.
é muito melhor que as coisas corram mal e saber porquê, do que estarem a correr bem e ninguém fazer ideia da razão.

Estás no bom caminho e espero que consigas um pódio ainda este ano.
Força. 😀

Gaspar
Gaspar
4 anos atrás

Pódio este ano??Tambem acredito e espero..a confiança que está a sentir, em cima da kalex, é precisamente o segredo..claro que uma moto bem afinada, é meio caminho andado mas é sempre o piloto a fazer a diferenca..ele está a faze-la..o Kent que o diga, ou abre os olhos, ou está em maus lençóis..Diria até que o melhor está pa vir..O Miguel é rápido em qualquer pista, mas há 2 onde o é especialmente..Assen e P.island..Talvez tenhamos uma surpresa, até ao final do ano e ñ falo só de pódios..

TDNM
TDNM
4 anos atrás

Também gostava que ele ganhasse mas temos que ser realistas. O miguel, na minha opinião, não escolheu uma boa equipa (também n sei se tinha mais escolha). é uma equipa endinheirada é certo mas, o ano passado, qd o kent esteve apertado, desmoronou por todos os lados e este é o primeiro ano no moto2 embora de certeza que têm gente com experiencia na categoria. Preferia que ele tivesse optado por uma equipa em que ele fosse de certeza o nº2 mas que o nº1 fosse um zarco, lowes, folger, luthi…alguém que o ajudasse nesta fase inicial. estava com esperanças que o Ajo inscrevesse mais uma moto para o miguel com o zarco. Era o melhor que lhe podia ter acontecido até pk o zarco, segundo consta, tem acordo com a suzuki e vai deixar o moto2. Acho sinceramente que a equipa do miguel não tem estaleca para lhe dar o apoio necessário para vitorias este ano. a maneira como o miguel caiu em jerez foi estranha, a frente deixou-o sem aviso e isso tb é culpa da equipa…segundo o miguel ele n fez nd de diferente nessa curva mas a frente foi-se…isso tb tem que ser responsabilidade da equipa…previsão de desgaste…menos combustivel, menos peso, menos temperatura nos pneus, menos aderência…será isto? terá sido isso? Não sei, estou a especular mas, uma vez que isto não é formula 1, eles têm que usar aquela placa de forma inteligente das 19 ou 20 que os pilotos a vêem…
Espero estar totalmente enganado e que ele ganhe numa dessas corridas de Assen ou P. Island, ou mesmo mugello, onde o ano passado foi mt forte.
cumps

Kakashi
Kakashi
4 anos atrás

Desde o princípio do campeonato que venho esperando bons resultados do Miguel e até achei que com a chegada dos dois, Kent e Miguel a essa categoria, que o campeonato seria competitivo. Sinceramente ele e o Kent não merecem isso. Vamos ver o que ele fará na França,… desde que não caia.

Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
5
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x