A KTM acaba de anunciar que as EXC 250/300 de 2018 terão injecção electrónica.

Por a 15 Março 2017 18:30

ktm-fuel-injection-2-stroke-enduro_1_1200

A KTM acaba de anunciar que os motores a 2 tempos das suas EXC 250/300 terão injecção electrónica em 2018. E a sua apresentação oficial irá decorrer em Junho de 2017.

Acaba de ser confirmado pela KTM que em 2018 os modelos EXC com motores a 2 tempos montam agora injecção electrónica EFI ( Electronic Fuel Injection ) e terão como base os mesmos motores de 2017 .

KTM-EXC300-EFI-2018-768x443

Era um tema que vinha a ser falado mas que a KTM mantinha em segredo até este momento. A injecção electrónica passa a integrar todos os modelos EXC, XC e XC-W. A apresentação está confirmada por fontes internas da KTM para Junho de 2017.

Ao que parece a KTM teve que solucionar alguns problemas com a norma Euro4 que motivou a impossibilidade de alguns dealers em alguns países não poderem vender as suas máquinas de 2017. No próximo ano esse problema estará solucionado para o qual contribui definitivamente a injecção electrónica. No entanto avizinha-se um novo desafio para a KTM pois em 2020 entrará em vigor o Euro5 com limitações nas emissões de gases ainda maiores. Todos esperamos que os engenheiros da KTM estejam à altura deste novo desafio para que os novos modelos possam estar dentro da legalidade.

KTM-300-EXC-enduro-fuel-injected-MY-2018

KTM EXC 250/300 EFI de 2018

 Os modelos de 2018 montarão os motores de 2017 com injecção electrónica da Mikuni e não da Keihin. Esta é a razão pela qual os modelos de 2017 montavam por sua vez carburadores da Mikuni. Pela primeira vez os novos modelos a injecção electrónica irão alinhar na famosa competição da RedBull na Austria a Erzbergrodeo 2017.

Andreas Lettenbichler e o seu companheiro Lars Enoeckl têm estado a testar os novos modelos exaustivamente, em várias condições de temperatura e altitude. A maior razão que travava este desenvolvimento nos motores de 2 tempos era o seu custo e a complexidade e sofisticação dos mecanismos mas com as obrigações do Euro4 esta evolução era inevitável.

As vantagens dos modelos de 2018 a 2 tempos são evidentes. Para além de estarem em conformidade com o Euro 4 , a EFI permite maior eficiência na combustão de gases e consumos, melhor resposta do motor e a possibilidade de diferentes mapas de admissão.

Aguardamos com expectativa mais informação sobre as novas KTMs de 2 tempos a injecção electrónica.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x