Dakar, Etapa 3: Soultrait e Quintanilla capitalizam deslize de KTM e Honda, Gonçalves 6º

Por a 9 Janeiro 2019 16:20

Está concluída a terceira etapa da edição de 2019 do Dakar, a primeira tirada em que assistimos verdadeiramente a uma selecção da corrida ao longo de 331 quilómetros cronometrados, num dia que liga San Juan de Marcona a Arequipa.

Uma jornada onde a KTM e a Honda são as grandes derrotadas, devido aos problemas de navegação de parte dos seus líderes, sendo que do outro lado da moeda temos a Yamaha e a Husqvarna como grandes vencedoras.

No campo do triplo diapasão foi Xavier de Soultrait o herói inesperado da jornada. O piloto francês realizou uma jornada sem sobressaltos ao nível da navegação e colheu os frutos disso mesmo ao ser o mais rápido, oferecendo assim a primeira vitória neste Dakar à Yamaha, o que deixa três marcas diferentes (Honda, KTM e Yamaha) a saírem vencedoras em outras tantas etapas. Soultrait cantou vitória ao bater por apenas 15s Pablo Quintanilla.

Geral essa que é agora liderada precisamente por Pablo Quintanilla e a subtil Husqvarna. O chileno realizou igualmente uma jornada imaculada e obteve os louros desse comportamento exemplar. Quintanilla lidera com 11m23s de avanço sobre Kevin Benavides.

Kevin Benavides ficou no terceiro posto da jornada, piloto que em conjunto com Paulo Gonçalves tiveram a tarefa de salvar a honra da Honda. A equipa nipónica comandou a primeira fase da etapa com Ricky Brabec e Joan Barreda Bort, mas na segunda fase da mesma ambos eclipsaram-se com problemas de navegação. Joan Barreda Bort ficou mesmo parado numa parte do percurso. Paragem que levou ao abandono e Barreda Bort a hipotecar por mais um ano o sonho de conquistar o Dakar. Recorde-se que o piloto espanhol era líder da geral à partida para o dia de hoje.

Quanto a Paulo Gonçalves teve um dia muito positivo. O piloto português esteve também muito ‘certinho’, regularidade essa que permitiu subir dois lugares na geral e ser o sexto mais rápido. O homem da Honda entrou finalmente no top 10, é o 9º, e está a 25m11s do primeiro lugar.

Já a KTM viu Toby Price e Matthias Walkner terem problemas com a navegação. Pilotos que cederam minutos importantes e estão agora em quinto e oitavo, respetivamente. O melhor representante da casa austríaca é o vencedor de 2017, Sam Sunderland. O britânico segurou as pontas e é terceiro da geral a 12m12s do primeiro lugar.

Em atualização…

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png