CN Motocross: O que eles disseram sobre Lustosa

Por a 3 Maio 2019 17:58

Fomos ouvir o que têm para dizer sete dos principais protagonistas da 5ª ronda do campeonato nacional de Motocross, disputada em Lustosa no dia 1 de Maio.

 

Paulo Alberto (1º Elite / 1º MX1)

“Correu tudo vem. Consegui vencer os treinos livres, os treinos cronometrados e as três mangas da tarde. Não arranquei na frente em nenhuma das mangas de MX1 mas consegui assumir a liderança sempre na primeira volta e construí uma vantagem que me permitiu controlar o 2º classificado nas duas corridas da classe. Na manga de Elite, voltei a não arrancar bem mas passei para 1º logo na segunda curva e tentei fazer o mesmo que nas outras mangas: ganhar alguma vantagem para estar mais confortável. No entanto, perdi algum tempo nas ‘dobragens’ e tive de voltar a imprimir um ritmo mais forte. Foi uma manga bem disputada e muito boa para eu treinar com vista à preparação para o campeonato brasileiro de Motocross.”

 

 

Sandro Peixe (4º Elite / 4º MX1)

“O objetivo principal foi cumprido nesta prova. No entanto, não estou muito satisfeito com a minha prestação. Tenho tido algumas dificuldades em estar à vontade, o que se tem traduzido em resultados menos positivos. Não há grandes desculpas a dar, apenas vou tentar aproveitar a pausa que o campeonato vai ter para tentar corrigir esses pontos fracos e estar ao melhor nível nas próximas corridas.”

 

 

Diogo Graça (5º Elite / 2º MX2)

“Foi uma corrida positiva. Nos treinos, andei apenas a rolar para me sentir bem comigo próprio e com a moto. Na primeira manga, fiz um bom arranque, consegui terminar na 2ª posição. Não consegui impor o ritmo que queria mas foi um bom resultado. Na segunda manga, tive um arranque mediano mas consegui colocar-me na 2ª posição outra vez até ao fim e já consegui ter o ritmo que queria. Na manga de Elite, tive um mau arranque mas recuperei até ao 5º lugar. Foi um bom resultado. Estivemos bem e agora é recuperar para, no fim de semana, atacarmos em Espanha.”

 

 

Pedro Carvalho (6º Elite / 2º MX1)

“Foi um bom regresso. Senti-me bem ao longo de todo o dia. Nos treinos, não fiz uma volta muito rápida mas na primeira manga arranquei nos lugares da frente. Consegui atacar nos minutos iniciais, distanciei-me dos meus adversários mais diretos e fui subindo gradualmente o ritmo. Estava a sentir-me bem. O Rui Gonçalves teve a infelicidade de cair e subi ao 2º lugar. As corridas são mesmo assim. Na segunda manga, a pista já estava um pouco deteriorada mas encontrei boas trajetórias. O Sandro Peixe estava um pouco mais rápido mas consegui aguentá-lo atrás de mim. A meio da prova ele teve um deslize e eu consegui uma boa margem e pude gerir até ao fim. Na manga de Elite, já estava muito cansado mas acho que dei uma boa réplica aos meus adversários. Saí de Lustosa com o 6º lugar em Elite e 3º em MX1. Acho que foi ótimo para quem não está a fazer o campeonato por inteiro e consegui mostrar o meu valor. Quero agradecer aos meus pais, à minha namorada, ao meu irmão e a todos os patrocinadores. Sem eles não poderia estar onde estou, a fazer aquilo que mais gosto.”

 

 

Daniel Pinto (7º Elite / 5º MX1)

“Foi uma prova que correu bem. No fim de semana passado participei em duas corridas, uma do Troféu Norte, outra do Regional. Fui para Lustosa ainda um pouco dorido fisicamente. Trabalho durante a semana e nem sempre é possível fazer o treino físico que eu desejava. Esta é uma pista em que me sinto muito à vontade. Na primeira manga, consegui o holeshot mas na primeira volta o Paulo Alberto e o Rui Gonçalves ultrapassaram-me. Ainda rodei algum tempo à frente do Pedro Carvalho mas optei por acalmar o ritmo porque ainda havia mais duas mangas por disputar. Assim terminei em 5º. Na segunda manga, voltei a fazer um bom arranque nos três primeiros. O Sandro Peixe e o Pedro ultrapassaram-me mas ainda rodei algumas voltas perto deles. Entretanto, comecei a sentir problemas com a roda traseira e pensava que estava furado. Optei por abrandar e segurar a posição. Na manga de Elite, arranquei novamente bem e tive algumas disputas com o Sandro, o Pedro e o Diogo Graça mas eles acabaram por me ganhar alguma distância. Entretanto, o Renato Silva aproveitou um erro meu e ultrapassou-me mas eu estava a sentir-me confortável e consegui recuperar a 7ª posição e ganhar alguma distância. As coisas estão a correr bem, ainda mais considerando que eu nem sequer pensava estar a competir a este nível no Motocross dado que o meu objetivo principal é o Supercross.”

 

 

Renato Silva (8º Elite / 4º MX2)

“Foi uma corrida dura. No sábado passado tive uma queda em que me magoei nas costas. Tentei ir à luta e nunca baixar os braços. Não quis fazer da minha lesão um grande problema. Claro que me impossibilitou de impor o ritmo que tinha tido, por exemplo, em Casais de S. Quintino. Desta vez, fiquei um pouco mais longe dos meus adversários mas vou continuar a trabalhar para melhorar cada vez mais.”

 

 

Luís Outeiro (3.º MX2 / DNF Elite)

“Na primeira manga, arranquei nos três primeiros e andei na luta com o 2.º classificado. No entanto, uma atitude menos boa por parte desse piloto originou a minha queda. Desci para 4.º mas acabei por conseguir recuperar o 3.º posto. Na segunda manga, não arranquei muito bem mas cedo assumi o 3.º lugar onde viria a terminar. Na manga Elite, arranquei em 10° mas parti a roda traseira da minha moto e tive de desistir. Quero agradecer todos os que me estiveram a apoiar e também à minha equipa.”

 

 

(Fotos: Luis Duarte/FMP)

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png